La Brújula Educativa y sus artículos son presentados en Portugués.

INDICADORES HOPER DE EVASÃO E MIGRAÇÃO DE ALUNOS: FERRAMENTAS PARA AMPLIAR O CONHECIMENTO DO MERCADO


Compartilhe:

Um indicador é um instrumento muito útil para se mensurar um fenômeno periódico e então adquirir conhecimento a respeito de uma determinada área de estudo.

Pode ser representado por um número absoluto, um percentual ou um índice (neste caso geralmente uma composição de outros valores).

Importante considerar que a comparação com um valor de referência é fundamental para se ter uma visão mais clara a respeito do valor obtido pelo indicador. Por exemplo, pouco ajuda saber que o indicador de Pedagogia EaD de uma instituição é de 57%, se não há o indicador Brasil ou o indicador da região aonde a IES atua, para se fazer a comparação e então tirar as conclusões.

Além do período observado, diversas variáveis podem influenciar o resultado dos indicadores, como por exemplo:

  • Região de abrangência aonde a IES atua

  • Rede (pública ou privada)

  • Modalidade (presencial ou educação a distância)

  • Grau acadêmico do curso (bacharelado, licenciatura ou tecnólogo)

Apresentamos a seguir os indicadores Hoper para estudo do processo de evasão e migração de alunos na educação superior.

Indicadores Hoper de Evasão de alunos (IHE)

IHE-superior: percentual de alunos que deixaram a Educação Superior e não retornaram aos estudos, no período analisado. Útil para verificar as possibilidades de entrada e atuação em uma determinada região.

IHE-ies: percentual de alunos que deixaram uma IES para estudar em outra, no período analisado. Útil para conhecer qual a própria situação da IES no mercado de atuação e também para identificar quais são as reais IES concorrentes.

IHE-curso: percentual de alunos que deixaram um curso para estudar em outro, da mesma IES ou não, no período analisado. Útil para verificar quais cursos podem estar captando público errado.

IHE-conclusão: percentual de alunos que se formam no período esperado. Útil para identificar possíveis problemas que possam atrasar a formação do aluno.

IHE-remanescentes: percentual de alunos que continuam matriculados após o período esperado para conclusão. Útil para conhecer o real valor do ticket médio (já que esses estudantes diminuem o valor do ticket médio) e também para melhorar a organização da infraestrutura (muitos alunos podem precisar dos mesmos laboratórios, por exemplo).

Indicadores Hoper de Migração de alunos (IHM)

IHM-modalidade: percentual de alunos que deixaram os estudos presenciais para estudarem a distância ou vice-versa, no período analisado. Útil para verificar o desempenho de uma modalidade numa região e para se analisar a possível “canibalização” entre as modalidades.

IHM-ies: percentual de alunos que cada IES perdeu ou ganhou de outras IES, no período analisado. Útil para conhecer a dinâmica do fluxo de alunos entre as IES, melhorar a captação de alunos e também a recepção de alunos que ingressam via transferência.

IHM-curso: percentual de alunos que cada curso perdeu ou ganhou de outros cursos, da mesma IES ou não, no período analisado. Útil para identificar as opções dos alunos desistentes, deixando mais claras as demandas dos estudantes.

Conforme apresentado, conhecer esses indicadores de evasão e migração de alunos pode ser muito útil na compreensão do comportamento do mercado e no processo decisório. Em épocas de crise, em que a situação econômico-financeira das instituições e dos alunos é colocada sob pressão, a capacidade de retenção de alunos se destaca no cenário competitivo, até mesmo para garantir a manutenção das atividades da instituição, e a utilização desses indicadores pode fazer a diferença no sucesso da gestão da IES.

Paulo Freire

Analista de Mercado Hoper Educação

EXPEDIENTE:

Revisão: Márcio Schünemann – Edição: Maria Luiza Zarro – Gráficos: Mariana Andrade – Diagramação: Laura Neves

ATENÇÃO: Não é permitida a reprodução integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é permitida apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime (Lei 9610/98).

Voltar
Voltar
Voltar
ÚLTIMAS PUBLICACIONES
REGÍSTRATE PARA RECIBIR 
TAGS
SÍGANOS
  • Facebook Clean Grey
  • YouTube Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • LinkedIn Clean Grey