La Brújula Educativa y sus artículos son presentados en Portugués.

GERE RECEITA VENDENDO DISCIPLINAS


Compartilhe:

Assim como a matéria é formada por moléculas e moléculas são formadas por átomos, uma Universidade é a composição de seus cursos superiores. Seus cursos superiores são formados, por sua vez, por suas disciplinas e cada disciplina é ministrada pelo conjunto de suas unidades de aprendizagem que usualmente chamamos de aulas.

As próprias aulas possuem seus prótons e elétrons, suas frações, quando observadas de perto. Apresentação, Conteúdos, Leituras, Debates, Pesquisas, Desafios e Exercícios sistematicamente constituem uma aula.

As aulas são, portanto, o substrato fundamental de uma instituição de educação. Quando falamos em ocupação plena de vagas, portanto, falamos da ocupação plena da sala de aula. A danosa ociosidade é, então, o reflexo de aulas ociosas.Toda a gestão acadêmica dá-se em nível molecular, portanto, calcada no controle desse tempo de aula.

Contrariando essa premissa da administração escolar, toda a venda de qualquer faculdade é a venda de um curso e decisivo nenhuma escola leva ao mercado a partição de seu produto. E ao perspectivar a faculdade dividida as possibilidades se multiplicam.

Primeiramente no nível das disciplinas. Tomemos como exemplo o curso Bacharelado em Arquitetura e Urbanismo (área pela qual me apaixonei tardiamente), com carga horária total de 3528 horas (em um grande Centro Universitário de São Paulo). Essas horas/aula são parceladas em 71 disciplinas: 2 maiores com 108 horas/aula, 23 com 72 h/a e 46, menores, com 36 h/a. Descontando aqueles módulos complexos como as 8 disciplinas componentes do Projeto Integrador (que concentram 288 horas), disciplinas eletivas e optativas, projetos de conclusão de curso e outras que possuem requisitos para sua compreensão, sobra ainda um incrível cardápio de 65 opções maravilhosas que certamente tem uma ampla demanda se comercializadas com campanhas adequadas e nosMarketplaces corretos.

Cursos de Extensão de ‘Arquitetura Contemporânea” (36h/a); “Fundamentos do Urbanismo” (36h/a); “História da Arquitetura e da Cidade” (36h/a); “História da Arquitetura Moderna” (36h/a); “Materiais e Processos de Modelagem” (36h/a), atualmente relegados ao papel molecular de disciplinas possuem demanda manifestada sendo oferecidos, em alguns casos, por escolas e institutos independentes como Cursos Livres.

E, na contramão da megatendência da atomização do conhecimento (vide Lynda.com), as escolas viram as costas e agarram-se ao seu paradigma da comercialização do diploma. Faz todo sentido e essa é a atividade fim das instituições de ensino.

Mas preencher a ociosidade com estudantes interessados apenas em algumas Unidades de Aprendizagem ministradas na forma de mini-cursos, traz uma heterogeneidade maior para a sala de aula, com alunos com experiências diversas interagindo com seus discentes e tornar-se uma importante fonte de receita e de recursos para as IES. No nível molecular.

Uma gestão mais sofisticada pode seccionar suas disciplinas e vender suas aulas. Aprimorando ainda mais, pode vender pacotes de horas/aula a serem consumidas em todos os cursos de acordo com a disponibilidade de vagas. Repensando o negócio educacional e alinhando-o com o perfil do consumidor moderno.

Marcello Paskulin

Rafael Villas-Bôas

Consultor Hoper Educação

EXPEDIENTE:

Revisão: Márcio Schünemann - Edição: Mariana Andrade – Diagramação: Mariana Andrade

ATENÇÃO: Não é permitida a reprodução integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é permitida

apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime (Lei 9610/98).

ÚLTIMAS PUBLICACIONES
REGÍSTRATE PARA RECIBIR 
TAGS
SÍGANOS
  • Facebook Clean Grey
  • YouTube Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • LinkedIn Clean Grey